O dinossauro corcunda Cuenca

Janeiro 15, 2018 UnHaven2 0 Visualizações 0 Comentários
FONT SIZE :
fontsize_dec
fontsize_inc
O dinossauro corcunda Cuenca
A revista Nature publicou em sua última edição corcovatus Concavenator descrevendo um novo dinossauro carnívoro do período cretáceo no local de Las Hoyas em Cuenca. Estudada por pesquisadores da Universidade Aberta e da UAM, a questão é mais plenamente articulada esqueleto de dinossauro da Península Ibérica e um dos mais bem preservados da Europa.
 "O corcunda é um desconhecido característica única em qualquer outro dinossauro descoberto. As duas últimas vértebras na frente da pelve projetar suas espinhas neurais no dorso do animal, e formam uma espécie de corcunda, cuja função ainda é desconhecida", diz Francisco Ortega, principal autor do estudo e pesquisador da Universidade Nacional de Educação a Distância.
 A análise do fóssil tem sido trabalhoso pelas fases anteriores de preparação, que durou mais de dois anos. "A aparência do fóssil é impressionante, tanto pela sua dimensão e por causa da excelente preservação de seus restos", explicam os pesquisadores. Concavenator corcovatus é um dos grandes predadores do ecossistema de Las Hoyas. Seu nome significa "o caçador corcunda de Cuenca". A preservação dos fósseis permitiu que a equipe espanhola para identificar algumas impressões sobre a pele do animal, como escamas nas pernas e cauda. Mas também tem outra surpresa Concavenator. Em muitos aves modernas, o bordo de fuga de um dos ossos do antebraço, o cúbito, tem pequenas protuberâncias que servem para a inserção de penas maiores nas asas. Esse recurso também foi reconhecido em alguns pequenos dinossauros para as aves e relacionados, como Velociraptor.
 "Concavenator, quatro vezes maior do que o Velociraptor, e alegadamente demasiado primitivos para ter penas, também tem pequenas saliências na ulna indicam que este dinossauro já tinha pele estruturas que constituem um estágio ancestral das penas das aves", diz ele Ortega. Para o especialista, o reconhecimento destas estruturas permite expandir o número de grupos de dinossauros onde, além de balanças, "devemos considerar a presença de estruturas antecessoras a penas de aves."
  0   0

Comentários (0)

Sem comentários

Adicionar Comentário

smile smile smile smile smile smile smile smile
smile smile smile smile smile smile smile smile
smile smile smile smile smile smile smile smile
smile smile smile smile
Caracteres restantes: 3000
captcha